sábado, 11 de outubro de 2014

Pink Narcissus


O fascinante mundo de fantasia de um jovem homossexual, admirador da música e da moda e amante do requinte e da perfeição. A rodagem começou em Super 8 e durou 7 anos antes da transcrição para 35mm. O diretor James Bidgood, que passou 10 anos como anónimo, de tão ousado para a época, não poupou detalhes do imaginário erótico de um adolescente incontido no terreno da fantasia e imprimiu em sua obra, em momentos críticos, uma linguagem poética, vibrante e de incrível beleza. Original de 1960, rapidamente tornou-se um marco do cinema gay na década de 70. Músicas e cores vibrantes, nus masculinos delirantes, as veias do personagem de Bobby Kendall pulsam alucinadamente durante sua viagem erótica em corpos de homens dominadores, másculos, gladiadores, árabes e cowboys.

Obcecado pela juventude eterna, o personagem de Narcissus explora todos os arquétipos do jovem gay e seus mais viscerais desejos. Passando do extravagante pelo épico ao underground, a mistura de estilos serve para ilustrar com bastante precisão o encantamento pelo nu masculino e sua carga de homo erotismo que imperam no universo homossexual.

(filme sem diálogos)



2 comentários:

  1. Eu achei um filme muito interesante
    Parabéns pelo Blog

    ResponderExcluir
  2. Eu achei um filme muito interesante
    Parabéns pelo Blog

    ResponderExcluir

Todos tem direito a uma opinião mas lembre-se...
O direito de um termina onde
começa o direito do outro!