sexta-feira, 28 de novembro de 2014

TRANSPARENT

     

Transparent, é uma comédia-drama americana, criada e dirigida por Jill Soloway (Six Feet Under, United States of Tara) e produzida pelos estúdios Amazon, que estreou em 6 de fevereiro de 2014.
A história gira em torno de uma família de Los Angeles, Mort e seus três filhos, Ali, Sarah e Joshua. 
Ao longo de 10 episódios vamos poder assistir à forma como cada um deles reage, depois de descobrir o segredo que o pai deles sempre lhes escondeu: que ele tinha se submetido a uma cirurgia, para adequar o genital à sua identidade de género (mudança de sexo), ou seja, que é transexual. Essa revelação vai fazer com que a relação entre pai e filhos mude, levando cada um dos personagens a reavaliar suas opiniões sobre os limites do sexo.

     

Mort/Maura, interpretado por Jeffrey Tambor, é um professor de Ciência Política aposentado, que, finalmente, se abre, sobre sempre se ter identificado como uma mulher, para seus três filhos: Sarah, Josh e Ali.

Sarah, interpretada por Amy Landecker, é a irmã mais velha. Ela é casada com Len Novak e tem dois filhos. Ela trai o marido, desenvolvendo um relacionamento gay secreto com Tammy Cashman, interpretada por Melora Hardin, acabando mesmo por se separar.

Josh, interpretado por Jay Duplass, é um produtor musical de sucesso, que dorme com muitas mulheres. Rita, ex-babá de Josh, está entre essas mulheres. Eventualmente, Josh acaba se apaixonando pela rabina Raquel.

Ali, interpretada por Gaby Hoffmann, é a irmã mais nova. Ela está sem emprego, sem dinheiro e atraída por homens musculosos e esportivos.

Shelly, interpretada por Judith Light,  é a ex-mulher de Mort/Maura e a mãe de Sarah, Josh e Ali.

    

Esta série é muito boa, acho que mostra, de uma forma bastante delicada, aquilo que uma pessoa passa, quando decide se submeter a este tipo de cirurgia, além de ter de lidar com a opinião das outras pessoas, principalmente, dentro da própria família. Pessoalmente, acho que os filhos de Mort/Maura são bastante egoístas, só se importando com os próprios problemas e só se lembrando do pai quando precisam. Isso é visível logo no primeiro episódio, quando o pai os reúne para lhes contar a decisão que tomou e eles acabam tornando tudo sobre eles mesmos, não deixando o pai falar, que acaba por, mais uma vez, não revelar o seu segredo.
A reação deles à novidade poderia ser melhor, mas acho que também poderia ser muito pior. Por incrível que pareça, a ex-mulher é uma das pessoas que mais o apoia. 



Devido à boa aceitação por parte do público, esta série foi renovada para uma segunda temporada, a 9 de outubro de 2014, que iremos postar assim que sair.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos tem direito a uma opinião mas lembre-se...
O direito de um termina onde
começa o direito do outro!