quarta-feira, 23 de setembro de 2015

ATÉ UM DIA MEU AMOR

   

A história se desenvolve em torno do dilema existencial de uma jovem mulher, Lina, bissexual enrustida, enfermeira recém-formada, que tem diante de si a mais difícil decisão de sua vida: manter um relacionamento amoroso, heterossexual e estável, com seu namorado Bruno, ou assumir outro, lésbico, com sua amiga e confidente, Isabela.

Lina conheceu Isabela, lésbica, filha de um cônsul italiano no Brasil, quando aquela buscava uma profissional de saúde para acompanhar e assistir sua mãe, enferma de doença incurável, acabando por se relacionar com ela e viver uma intensa paixão.

Após a morte de sua mãe, e tendo que retornar a Itália, Isabela tenta convencer Lina a ir com ela.


No entanto, Lina, considerando todas as alternativas e diante de muita pressão psicológica, resolve ficar no Brasil, prometendo a Isabela um "Até um dia..."

O namorado Bruno, ao descobrir a outra opção sexual de Lina, a questiona, severamente, sobre o seu comportamento, recebendo como resposta um embargado e definitivo "Adeus..."

Consuma-se, assim, a perda dos dois amores.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos tem direito a uma opinião mas lembre-se...
O direito de um termina onde
começa o direito do outro!