domingo, 18 de junho de 2017

(A)sexual - Nem Todos Fazem Aquilo (2011)


Tradução das Nossas Queridas Irmãs Bárbara e Southstar6

Diante de uma cultura obcecada por sexo, uma montanha de estereótipos e equívocos e uma falta de pesquisas sociais ou científicas, os assexuais - pessoas que não apresentam atração sexual - lutam para afirmar a sua identidade. (A)sexual acompanha o crescimento de uma comunidade que não sente nenhuma atração sexual. Em 2000, David Jay se assumiu para seus pais. Ele era assexual e estava bem com isso. E ele não estava sozinho. Estudos mostram que 1% da população é assexual. Mas em uma sociedade obcecada pelo sexo, como você lida com a vida como um forasteiro?
Combinando entrevistas, cenas reais, animação com humor destemido e imagens da cultura pop, David e os nossos quatro outros personagens lidam com esta questão universal e os resultados podem surpreendê-lo.


3 comentários:

  1. Documentário extremamente fraco e meio sem sentido! Como já dizia Renato Russo ´´O mal do século é a solidão`´. Os personagens apresentados, tem problemas maiores que a falta de desejo sexual, problemas ligados a autoestima, solidão, psicológicos e por aí vaí! E um assunto amplo e merecia um melhor debate do que o apresentado no filme. O próprio personagem principal David Jay não têm uma constância em seu debate, não convence e parece que fica sempre em cima do muro. Uma pena. Além de tudo é meio datado e com isso ficaram de fora temas atuais e pertinentes ao assunto abordado. Obrigado mesmo assim a Bárbara e Southstar6 pela tradução, a Xan pela postagem e a todos do GDF,e aguardo o próximo documentário, pois é um gênero que gosto muito. Abraço à todos!

    ResponderExcluir
  2. Romualdo, dessa vez vou discordar de você. rsrsrs Foi o primeiro Documentário que eu assisti sobre o tema da Asexualidade então não sei dizer quais outros sobre o tema são melhores. Se você puder recomendar outros mais completos eu adiciono a lista de Documentários para traduzir. Mas para mim, o Asexuals foi esclarecedor sob muitos aspectos principalmente a falta de compreensão e o preconceito que qualquer um que se assume Assexual sofre justamente porque os Alossexuais, ou 99% da população que é sexual, afirma que quem não é igual "Tem um problema", "Está doente" "É confuso" ou "Está passando por uma fase". Entre Total, parcial e condicional há uma gama imensa de subcategorias dentro da Assexualidade e eu achei que as mais comuns foram mostradas no Documentário. Mostrar todas elas teria de ter 2h e não 1h de filme! rsrsrs Sobre o David Jay, varias épocas da vida dele foram mostradas. Ele ter uma mentalidade aos 20 anos e outra quase aos 30, não tornou ele inconstante mas um ser humano que amadureceu, mudou, e isso acontece com todos independente da orientação sexual. Como o ativista sobre conscientização da assexualidade que mais se destaca na midia eu achei que ele cumpriu seu objetivo em 60 minutos: mostrar que os Assexuais existem, que existe amor e relacionamento sem sexo assim como existe sexo sem amor e um relacionamento; E que não tem problema nenhum nisso :) Bjão

    ResponderExcluir
  3. O blog Assexualidadebrasil aborda todo o tema com mais detalhes para quem se interessar. Desculpe mencionar outro blog Magno! Mas achei pertinente nesse caso...

    ResponderExcluir

Todos tem direito a uma opinião mas lembre-se...
O direito de um termina onde
começa o direito do outro!