sexta-feira, 2 de junho de 2017

Teresa e Estela (Babilônia) 2015

    

Esta novelinha conta a história de Teresa e Estela, duas das personagens principais da novela brasileira Babilônia, que foi emitida durante o ano de 2015. As duas formam um casal unido e feliz, vivendo juntas há mais de 30 anos. Juntas criaram o neto de Estela como se fosse filho delas, sendo tratadas como mães. Os três formam uma família feliz que, como tantas outras famílias, têm os seus momentos bons e momentos maus, mas nunca deixam de apoiar um ao outro. 

Estela Marcondes (Nathalia Timberg), cresceu em uma família rica e tradicional, tendo por isso reprimido por muitas décadas sua homossexualidade. Ela é divorciada, e seu ex-marido faleceu há alguns anos. Ela escandalizou a sociedade conservadora da época, há trinta e cinco anos, quando, cansada de esconder sua verdadeira essência, e de viver um casamento infeliz, se divorciou do marido, pai de Beatriz, e assumiu um romance lésbico, tendo ido viver junto com sua amada, Teresa Petruccelli (Fernanda Montenegro), uma das maiores advogadas do Brasil.

Teresa é uma mulher inteligente e dominadora, sempre à frente da época em que vivia, não aceitava as imposições que a mulher era obrigada a aceitar, tendo começado a trabalhar cedo e saiu de casa para ter liberdade. Ela optou por não casar e sim estudar. Apesar de ter namorado homens e mulheres, só encontrou o amor de verdade nos braços de Estela.

As duas vivem feliz há mais de 30 anos, no entanto, nunca estão em acordo quando o assunto é Beatriz, filha de Estela, que sempre é protegida por sua mãe. Conhecendo o verdadeiro carácter de Beatriz, Teresa, que é uma mulher íntegra, honesta e fiel aos cumprimentos da lei, faz o possível para que Estela se livre da influência maligna de Beatriz, que domina a mãe. Apesar disso, chega a esconder as coisas terríveis que Beatriz faz, com o intuito de proteger Estela e não a deixar sofrer. 

     


Estela perdeu sua outra filha no parto, e o genro abandonou seu neto, por isso Estela e Teresa criaram o menino, Rafael (Chay Suede) desde que nasceu. Ele chama as duas de mãe, e junto delas, são alvo do preconceito social. Outra polêmica colocará ainda mais em evidência os preconceitos, quando elas decidem casar-se oficialmente. Por conta da relação homoafetiva que vivem, Rafael também é vítima de preconceito, sendo chamado de gay por Murilo e por Gustavo (Bruno Gissoni). Esse preconceito se torna maior e mais visível quando Rafael começa a namora com Laís, filha de um politico corrupto e homofóbico, que vai fazer de tudo para separar os dois.

Teresa e Estela vão ter que enfrentar muitos obstáculos para continuarem sua vida juntas e felizes, mas acabavam por ser recompensadas, conseguindo vencer tudo o que jogam contra elas e vivendo rodeadas pela família e amigos verdadeiros.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos tem direito a uma opinião mas lembre-se...
O direito de um termina onde
começa o direito do outro!