domingo, 18 de março de 2018

The Perfect Wedding (O Casamento Perfeito) 2012

Recomendação de Ricardo Rezende


Legenda/Tradução GDream

A história se passa no fim de semana de Natal na casa da família Fowler, onde Alana Fowler está planejando seu casamento com Kirk. Alana e seu irmão Paul são ambos adotados por Richard e Meryl Fowler. Um dos amigos de Alana, Roy, está vindo para ajudar com o planejamento do casamento, o problema é que Roy é ex-namorado de Paul, e os dois não se viam desde sua separação problemática.

Nervoso em ver seu ex novamente, Roy pede a seu amigo Gavin para se juntar a eles no fim de semana e fingir ser seu novo namorado. Quando Paul e Gavin se encontram, faíscas voam, mas Gavin acha que Roy ainda é apaixonado por Paul. Além disso, Richard acabou de ser diagnosticado com início precoce da doença de Alzheimer. A família tem que descobrir como lidar com isso em um olhar engraçado sobre laços familiares, mal-entendidos e como planejar "o casamento perfeito."




Um comentário:

  1. Bonito romance, com personagens cativantes, ótimos diálogos e final feliz! Na semana que antecede ao Natal, Alana reúne seus amigos para passarem o natal em sua casa, e para ajuda-la com os preparativos de seu casamento com Kirk. Há vários personagens no filme. Meryl e Richard( que sofre de Alzheimer), são os pais adotivos de Alana e Paul( que frequenta os alcoólicos anônimos). Gavin e Roy (que já foi namorado de Paul), e simula um relacionamento com Gavin, para Paul não pensar que ele ainda continua sozinho. Zach(padrinho e amigo de Paul), e Vicky(amiga de Alana). No meio disso tudo, acaba acontecendo uma forte ligação, entre Paul e Gavin, fazendo com que eles se sintam culpados, e ainda também com Alana tentando convencer os pais, que ela quer um casamento simples, e não uma grande cerimônia. Merece ser assistido, um filme com uma produção modesta, mas feito com coração. Obrigado a Bárbara e Southstar6 pela tradução, a Xande pela postagem, e a todos do GDF.

    ResponderExcluir

Todos tem direito a uma opinião mas lembre-se...
O direito de um termina onde
começa o direito do outro!