terça-feira, 23 de abril de 2019

Casa do Cais (2018) - Feliz Aniversário Giza

   

Casa do Cais (ou #CasaDoCais) é uma websérie portuguesa de comédia exibida em 2018 pela RTP Lab e transmitida na RTP Play e no YouTube.
Esta foi a primeira série LGBT a ser feita em Portugal, por uma estação de televisão portuguesa, neste caso, a RTP, a estação estatal portuguesa, tendo a transmissão da série sido remetida apenas às plataformas online da estação.

Logo após a divulgação do trailer da série, a mesma acabou por sofrer de imensos comentários negativos e xenófobos na caixa de comentários do vídeo no YouTube, mesmo antes da série ter estreado.

Após a estreia, a série acabou por ser muito elogiada, não só pela forma como retrata a realidade de muitos jovens, mas também por ser algo de diferente do que já foi feito em Portugal, tendo acabado por receber elogios de algumas personalidades. A série acabou por conseguir chegar aos trendings do YouTube, e aos trends do Twitter, durante alguns dias, após a exibição de cada episódio.

Após a exibição da primeira temporada, e devido ao seu impacto e receção por parte do público, a série acabou por ser renovada para uma segunda temporada, com estreia prevista também para 2018, apesar de ainda não ter ocorrido.

A série retrata a vida de Ema, que deixa a casa dos pais no Entroncamento e passa a viver em Lisboa, atrás dos seus sonhos e de algum trabalho que lhe permita sobreviver. Lara, Jay e Alex esperam-na em Lisboa, num quotidiano atribulado, apaixonante e inesperado.


Formato: Série
Género: Comédia
Duração: aprox. 15 minutos
País de origem:  Portugal
Idioma original: Português
Empresa de produção: Tribotoca
Emissora de televisão: RTP Lab
Transmissão original: 15 de janeiro de 2018
N.º de temporadas: 1 (até agora)
N.º de episódios: 10

   


2 comentários:

  1. uma novidade !!!
    vou ver já ...
    obrigado GDF ...
    antonio

    ResponderExcluir
  2. ... a “verdadeira conquista” passa por projectos como este pararem de ser apelidados como LGBT e passarem a ser vistos apenas como, neste caso, “uma série sobre cinco amigos que vivem juntos”.
    ... Não é, no entanto, benéfico "que se isole a série como LGBT". Isto porque “é apenas um acaso” quatro das cinco personagens principais e dos autores que as inspiram serem homossexuais.
    ... uma série para a geração digital, que se pode ver no telemóvel ou no tablet, com episódios entre dez a quinze minutos que abordam temas, alguns controversos, sempre com humor.

    ResponderExcluir

Todos tem direito a uma opinião mas lembre-se...
O direito de um termina onde
começa o direito do outro!