sábado, 20 de abril de 2019

El Ángel (O Anjo) - 2018


El ángel, é um filme de Luis Ortega, de 2018, que se passa nos anos 70, em Buenos Aires. Carlos Robledo Puch, o Carlito, foi um adolescente de classe média baixa que, sem que seus pais soubessem, cometeu 11 assassinatos, dezenas de roubos e sequestros. Carlito tinha como parceiro de crime o colega da escola, Ramón, por quem ele sentia paixão platônica. Ao ser preso, Carlito foi apelidado de "O Anjo", por conta de seus cachos loiros e pele muito branca. Lorenzo Ferro e Chino Darin dão vida a Carlito e Ramón, respectivamente.


"O anjo" arrebentou na bilheteria, participou de vários Festivais, entre eles, o Festival de Cannes, e foi indicado pela Argentina a uma vaga ao Oscar 2019. Toda a ficha técnica do filme é formidável: fotografia, trilha sonora, repleta de rock dos anos 70, edição, figurino, direção de arte. A direção de Luis Ortega aposta na mescla de drama e policial, e em alguns momentos, lembra uma versão LGBTSQ+ de "Bonnie e Clyde". Um filme imperdível, que assume um lugar de honra nos grandes filme argentinos dos últimos anos.

FONTE TEXTO: DIÁRIO DE UM CINÉFILO

Título: El Ángel
Ano produção: 2018
Dirigido por: Luis Ortega
Estreia no Brasil: 18 de Abril de 2019
Duração: 118 minutos
Gênero: Drama, Policial
Países de Origem: Argentina, Espanha

 

4 comentários:

  1. O Anjo se esforça em criar metáforas, poesia, e demais elementos representativos da época e dos fatos. A dança de Carlitos, no início e no fim, o revólver e o lança-chamas apontados diretamente à câmera – e, por extensão, ao público -, os encontros com Ramón no quarto de hotel e a brevidade das mortes subvertem expectativas e provocam os sentidos para além da linearidade dos fatos e das relações de causa e consequência.

    ResponderExcluir
  2. O filme utiliza uma história verídica para estabelecer uma fábula amoral, sem julgamentos, e com rebuscada linguagem cinematográfica, questionando a psicologia de um criminoso e sua relação com o tecido social.

    ResponderExcluir
  3. O Anjo
    Roubar é uma arte

    por Bruno Carmelo in 'adoro cinema'

    ResponderExcluir
  4. sorry ...
    sou + investigador do q falador ou escritor kkk
    antonio

    ResponderExcluir

Todos tem direito a uma opinião mas lembre-se...
O direito de um termina onde
começa o direito do outro!