sábado, 12 de maio de 2018

Zetsuai (1989) - Muitos Parabéns Diogo

   

PORTUGUÊS & ESPAÑOL

Koji Nanjo, um jovem roqueiro, se apaixona pelo jogador de futebol Takuto Izumi. Koji, finalmente, descobre que a mãe de Izumi matou seu pai por amor intenso. Izumi se sente culpado pelo assassinato de seu pai e se recusa a ir profissional por medo de que seu passado seja descoberto pela imprensa. Izumi detesta a companhia e encorajamento de Koji, e odeia a atenção da imprensa, mas Koji não pode ficar longe, pois ele logo percebe que seu amor por Izumi é muito semelhante ao amor que a mãe de Izumi sentia por seu pai.





A primeira ova mostra como os dois se conheceram e o desenvolvimento de seu relacionamento. Na ova dois, conhecida como Bronze: Zetsuai Since 1989 (Bronze: Amor Desesperado Desde 1989) é ambientada alguns anos após Zetsuai, e mostra Izumi e Koji numa situação em que ambos vivem juntos – não sem conflitos. Uma manhã, Koji se desespera ao ver que Izumi partiu para uma viagem de uma semana, para a Itália, para se aperfeiçoar em sua carreira como jogador de futebol, e acaba sofrendo um grave acidente. Agora, Izumi volta para encontrar um Koji em coma, com sua bombástica carreira como ídolo musical ameaçada pelos danos causados pelo acidente e por assuntos familiares, dos quais ele não tem como fugir. Izumi então confrontará seus sentimentos e pesará se vale a pena sacrificar seus objetivos para se render a um relacionamento tão instável.







Nanjo Koji, un joven cantante de rock, se enamora de un futbolista Izumi Takuto. Nanjo descubre que la madre de Izumi asesinó a su esposo debido a su intenso amor. Izumi se siente culpable de esto y se rehusa a crecer futbolísticamente por temor a que los medios lo descubran. Izumi detesta la compañía de Koji y la atención de la prensa, pero Koji no puede mantenerse alejado de Izumi y pronto se da cuenta que el amor que siente por Izumi es muy parecido al que la madre de Izumi sentía por su esposo.
Con Bronze continúa el dramático romance, un amor apasionado... entre hombres.

    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos tem direito a uma opinião mas lembre-se...
O direito de um termina onde
começa o direito do outro!